O Cooperjovem é um Programa Nacional da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop). Com uma duração de três, atua em diversos municípios do Estado de São Paulo visando atender, por meio de parcerias entre Sescoop/SP com cooperativas locais e poder público através das Secretarias Municipais de Educação, escolas municipais e cooperativas educacionais.

A principal ação do programa consiste na formação dos professores por meio de um curso de 40 horas, com foco em conceitos e práticas de educação cooperativa, e uma metodologia de criação de Projetos Educacionais Cooperativos (PEC), prevendo assim a criação de um PEC por escola participante.  Durante a formação no primeiro ano, os educadores são provocados a realizar uma pesquisa de contexto com a sua comunidade escolar para diagnosticarem quais as problemáticas, desafios e questões que podem ser enfrentadas. Nesse movimento, eles descobrirão a escola que têm hoje e qual escola poderão ter a partir do desenvolvimento do PEC. Ou seja, alunos, famílias, professores, gestão, funcionários e comunidade do entorno são envolvidos nesse processo onde todos têm voz, tanto na elaboração, quanto na execução dos projetos.

Nos dois anos seguintes, o Projeto Educacional Cooperativo (PEC) é desenvolvido na escola por meio das parcerias, com acompanhamento e apoio do Sescoop/SP, cooperativas parceiras e secretarias de educação, além da realização de ações pontuais que fortaleçam os projetos.

Em 2018, o programa beneficiou mais de 42 mil alunos (crescimento de 27,7%) e mais de 460 professores (crescimento de 10,7%). Além disso, o número de municípios abrangidos pelo programa cresceu quase 74%, aumentando de 23 para 40.